Falem bem, muito bem… Falem bem de mim!

          O tema desta semana é sobre uma noticia que apareceu no jornal Estadão sobre o fato de as empresas rastrearem o que estão falando sobre elas em sites, blogs e comunidades virtuais.

 

            Isto acontece devido à preocupação que as empresas têm sobre o que as pessoas estão falando delas no mundo online, já que hoje em dia com a Internet as pessoas têm o poder de publicar suas impressões, críticas e sugestões a qualquer momento usando dos meios digitais. É até muito bom que isto ocorra, pois assim as pessoas podem compartilhar o que acham das empresas e muitas vezes alertar possíveis “futuros compradores” ou até compradores antigos sobre o que lhe ocorreu de bom ou ruim ao adquirir um produto,e até dar sugestões de melhorias para a empresa que talvez os internos nem tenham percebido que podem melhorar, atendendo assim à vontade do público-alvo.

            É muito bom também que isto ocorra, pois isso tudo gera uma preocupação da empresa em melhorar o relacionamento com o consumidor e a qualidade de seus produtos, já que quanto mais pessoas criticam a empresa, mais confiabilidade e clientela ela pode vir a perder, e no mundo das compras o boca-a-boca e a opinião alheia conta muito, ainda mais quando o produto que se quer adquirir tem alto valor.

            No site do Estadão eles citam o exemplo da Penalty, que contratou a BG Interativa para rastrear tudo o que é dito sobre a marca em sites, blogs, Orkut, comunidades virtuais, fóruns, etc. E com isso já melhoraram seus produtos, ouvindo a sugestão de muitos consumidores, atendendo às vontades da maioria e possivelmente aumentando suas vendas.

            Além de “investigar” o que é falado sobre a empresa, a BG também divulga nas comunidades, em alguns casos, material sobre a empresa que pediu o serviço, o material não só fala do cliente mas também do assunto que está em pauta no tópico.

            Porém dizem que aqui no Brasil ainda não há muito interesse das empresas em monitoramento da Internet, então, a maioria dos clientes da BG são multinacionais, hoje estão atendendo cinco grandes empresas e outras que contratam o serviço por um tempo mais curto (no lançamento de produtos ou campanhas, ou quando há alguma crise na empresa).

            Seria muito interessante que as empresas daqui se importassem com o que dizem sobre elas no meio virtual, pois assim poderiam melhorar à cada dia, e quem sabe não chegaríamos a um nível onde não fosse mais necessário comprar produtos vindos do exterior devido à falta de qualidade dos produtos produzidos aqui. (não estou generalizando, o Brasil possui muitas fábricas de excelente qualidade, mas o número de produtos originalmente nacionais poderiam aumentar muito, e um bom começo para isso seria dar mais atenção ao que os consumidores dizem, pois os principais interessados em ouvirem criticas, elogios, sugestões com certeza são as empresas).

 

Exemplo de trabalho feito ni Site da BG Interativa para a Penalty:

 

Por isso para as empresas o “Falem mal, mas falem de mim” não é uma boa, pois pode acabar com uma reputação e confiança que demorou muito tempo para ser conquistada…

O lema agora deveria ser ” Falem bem, muito bem… Falem de mim!”

Mas para isso, é preciso se empenhar muito para conquistar de vez o consumidor!!!

Categorias: Posts sobre as aulas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s